Revisão obrigatória de 1,6 milhão de Aposentadorias por Incapacidade

São 1.600.000 (Um milhão e seiscentos mil) aposentados que estão dentro desta faixa. A revisão obrigatória é para que o INSS detecte as pessoas que continuam recebendo mesmo estando recuperadas da incapacidade por acidente ou doença.

Começou hoje, 01/09/16, o envio da comunicação aos aposentados por incapacidade que tenham menos de 60 anos para que agendem um horário de atendimento no INSS para efetuar uma perícia, aposentados por acidente ou doença.


Após o aviso emitido e recebido em casa, o aposentado tem 5 dias para agendar a perícia pelo telefone 135 ou pessoalmente no balcão de uma agência.  Quem não agendar, terá seu próximo pagamento suspenso até que marque a perícia e comprove que continua tendo direito ao benefício.


Quem não receber o aviso até novembro por mudança de endereço ou não localização pelos correios, pode se antecipar para não ter o benefício cancelado e agendar a perícia pelo telefone 135, mas isso só a partir de novembro, que é quando o INSS vai publicar em um edital o nome das pessoas não localizadas. Muitos mudam de endereço e não solicitam a alteração no cadastro do INSS, mas isso não impede o recebimento do benefício, porque o valor vai direto ao banco.

São 75 mil beneficiários com até 39 anos e estes serão os primeiros convocados, já que a regra de convocação inicial vai ser pela idade. Quem tem até 39 anos e até outubro não receber o aviso, pode ligar para o número 135 e agendar. O INSS estima que com a revisão serão canceladas muitas aposentadorias e a economia possa chegar a 126 milhões de reais mensais.

A grande maioria recebe até R$ 1.200,00 de pagamento pela aposentadoria, mas como é por incapacidade por doença ou acidente, caso fiquem aptos para voltar ao mercado do trabalho. O INSS pode cancelar o benefício e estima-se que cerca de 17% destes aposentados irão perder o benefício.

Todos os aposentados de até 60 anos serão obrigados a passar pela perícia, que já tem um bom tempo que não são feitas e por isso, estima-se que tem muitos aposentados recebendo sem ter o direito. Muitos estão bem de saúde e trabalhando informalmente para evitar perder o benefício, o que, perante a lei, é uma ilegalidade.

Portando, se está bom para o trabalho, é melhor já ir procurando um emprego que o seu benefício irá cessar.

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook:

Por: fslonikEm: 1 de setembro de 2016 | Em Aposentadorias  | Tags: ,  

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *