Tempo de congtribuição para solicitar a aposentadoria

Terá que completar no mínimo 35 anos de contribuição para ter direito a aposentadoria.

Gostou deste artigo? Veja mais como estes curtindo nossa página no Facebook:

Por: fslonikEm: 25 de fevereiro de 2018 | Em Perguntas e Respostas  |

14 respostas para “Tempo de congtribuição para solicitar a aposentadoria”

  1. Mary disse:

    Completo em novembro 54 anos e 30,7 de contribuição. Terei direito a aposentadoria integral na Lei 85/95, já que , em 31/12/18 passa a ser 85/96. Quanto tempo ainda terei que trabalhar. Se eu não entrar com o pedido da aposentadoria e a Lei mudar em 2019 eu perco o direito a lei atual.

    • fslonik disse:

      Depois de completado o tempo não perde mais o direito, mesmo mudando a lei.
      Mas, completando a soma de 85 já pode pedir sua aposentadoria que o valor da média praticamente ficará na mesmo.

  2. ROSEMERI MACHADO disse:

    Boa tarde,
    Tenho 50 anos de idade, 24 anos de contribuição enquanto funcionária pública (14 anos no administrativo da Secretaria de Educação e 10 anos enquanto professora). Gostaria de saber se para computar os 30 anos de contribuição pode-se contar os anos que trabalhei na lavoura com o meu pai. O meu pai tinha terra no nome dele e tem até hoje.
    Aguardo resposta.

  3. janete fernandes graia disse:

    tenho 49 anos 27anos e 6 meses de contribuiçao sou auxiliar de enfermagem . posso aposentar por causa do meu trabalho em hospital ou nao faz diferença?

    • fslonik disse:

      Terá que ver com o departamento pessoal se o seu trabalho dá este direito. Pode até pedir uma contagem de tempo no INSS e terá exatamente o tempo.

  4. Helen disse:

    Tenho 51, completando 52 em junho e de contribuição tenho 32,4 anos.
    Entendo que estou dentro da regra 85 pontos, então quando já posso dar entrada para aposentadoria integral?
    Preciso de um local onde encontrar a quantidade de meses exata que ainda devo contribuir para apresentar à empresa da qual fui dispensada faltando menos de 2 anos para aposentadoria e com estabilidade de aposentadoria integral na convenção coletiva.

  5. DAVI MONTEIRO GOMES disse:

    Tenho 56 anos e vou completar 35 anos de INSS no próximo dia 16 de Junho. Porém, me encontro de Benefício (Auxílio Doença) desde Abril de 2016 (há dois anos).

    Pelo supracitado, vale a pergunta:

    Quando eu retornar ao trabalho na Empresa (com CTPS), após sair do Benefício, terei direito de incluir esses dois anos em que estou afastado no meu Tempo de Contribuição para contagem da minha Aposentadoria no INSS ? Poderei me aposentar neste ano ?

    Desde já, agradeço a colaboração ! E fique com Deus !

    • fslonik disse:

      Terá direito de incluir o tempo encostado sim, mas seria melhor tentar se aposentar com o auxílio doença que vai ser o mesmo valor que está recebendo. Se aposentando depois de voltar ao trabalho o valor poderá ser menor.

  6. DAVI MONTEIRO GOMES disse:

    Muito obrigado, amigo fslonik !
    O meu Auxílio Doença acaba no próximo dia 20 e completarei 35 anos de INSS quatro dia antes, dia 16. Porém, sei que tenho que voltar ao trabalho para poder incluir, ter direito aos 02 anos afastado do Trabalho (“Tempo Intercalado”: Trabalho-Afastamento-Trabalho).
    Assim, como eu desejo me aposentar o mais breve possível, preciso saber qual o mínimo de tempo (dias) que terei que trabalhar para já assegurar o direito a incluir o tempo afastado (02 anos) ?

  7. DAVI MONTEIRO GOMES disse:

    Por favor, me respondam a questão nº 6, supra ! Preciso muitíssimo dessa orientação !

    Desde já, agradeço a colaboração !

    • fslonik disse:

      Pode voltar trabalhar e dentro de uns 30 dias dar entrada em um pedido de contagem de tempo de contribuição no INSS. Este levantamento irá dizer exatamente o tempo que falta ou se já está completo. Caso completo, o INSS irá automaticamente conceder a aposentadoria.
      Também irá servir de orientação quanto ao valor para aposentadoria, se vale já ou esperar mais um pouco.

  8. Anderson disse:

    Deixei de contribuir com o INSS em 2016, data em que fiquei desempregado. Nunca contribui como autônomo e tão pouco estou cadastrado como tal. Voltei a contribuir como Facultativo em 07/2018.
    Quero pagar as contribuições dos anos de 2016 e 2017, e o primeiro semestre de 2018.
    Posso paga-los como autônomo, sem necessariamente ter que comprovar o exercício da atividade?
    O fato de pagar como autônomo (11%) e não como facultativo (20%) gera alguma diferença na contagem do tempo para aposentadoria e/ou no respectivo benefício?

    • fslonik disse:

      O tempo que ficou sem pagar por estar desempregado já não tem mais como recuperar. Só continuar pagando a partir de agora para completar o tempo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *